Gilberto Calungueiro

Descrição: Mestre Gilberto Calungueiro, é apaixonado pelo trabalho do teatro de bonecos. Tem 51 anos de dedicação e contribuição à cultura popular, além de ser responsável pelo entretenimento da sua comunidade.

Descrição

HÁ 70 ANOS.
GILBERTO FERREIRA DE ARAUJO, NASCIDO NA CIDADE DE AREIA BRANCA RN, EM 1942, FILHOS DE MARIA LUIZA DA SILVA E FERNANDO FERREIRA, IRMÃO DE SUA UMA IRMA SOCORRO, AOS 3 ANOS FOI ADOTADO POR OUTRA FAMILIA NA CIDADE DE ICAPUI CE, QUE NA EPOCA ERA CHAMADA DE CAIÇARA, O MENINO GILBERTO FOI ASSITIR UMA PECA MAIS NÃO PODE PORQUE NÃO TINHA COMO PAGAR, POREM ELE CONVIDOU DOIS AMIGOS PARA VER ESCONDIDO , ONDE FEZ UM ESCADINHA UM POR CIMA DO OUTRO, ELE POREM MAIS ESPERTO FICOU POR CIMA DE TODOS, AQUELA PASSAGEM FICOU MARCADO NA MEMORIA, UMA BRINCADEIRA QUE PODIA DA CERTO. ELE OBECERVOU TODOS OS MOVIMENTOS DOS CALUNGUEIROS QUE SE CHAMAVA ANTONIO FRANDEIRO,AOS PARA A FELICIDADE DA CULTURA POPULAR, COM A IDADE DE 07 ANOS O MENINO GILBERTO TEVE O PRIMEIRO CONTATO COM A ARTE QUE IRIA MUDAR PARA SEMPRE A SUA VIDA.
EM SUAS ANDANÇAS PELAS PEQUENAS CIDADES DOS ESTADOS NORDESTINOS, COS LHE PROPORCIONAVA.
EM UMA VIAGEM A CIDADE DE CANINDÉ, A CAMINHO DA IGREJA AONDE IRIA SE CONFESSAR AVISTOU A TÃO CONHECIDA CASA DOS MILAGRES (LUGAR ONDE AS PESSOAS DEIXAM PARTES DO CORPO FEITAS DE MADEIRA QUE FORAM CURADAS ATRAVÉS DE PROMESSAS). FOI ENTÃO QUE LHE OCORRE A IDÉIA DE PEDIR AO PADRE ALGUNS DAQUELES BONECOS QUE SE ENCONTRAVAM NA CASA PARA SUBSTITUIR OS QUE HAVIA PERDIDO E POR FIM, CONSEGUIU. A ESTES, ACRESCENTOU OUTROS QUE CONSEGUIRA COM AMIGOS OU COMPRARA E A PARTIR DAÍ PASSOU A CRIAR ESTÓRIAS E PERSONAGENS PARA AS APRESENTAÇÕES CIDADE AFORA.
ARUERA GRANDE, MOSSORÓ, BARAÚNA, ARACATI, CARIDADE, ITAPÉ DO SUL, MARANGUAPE, ITABATINGA, CACHOEIRA DE CIMA, CANINDÉ, TAUÁ, ARREDORES, MILAGRES, BOA VIAGEM, MARACANAÚ, MADALENA, SÃO JOSE DA MACAOCA, MONTEIRO, ARNEROZ, BAIXA FRIA, MARTINS, ENTRE OUTRAS MUITAS CIDADES DOS ESTADOS DO RIO GRANDE DO NORTE E CEARÁ PRINCIPALMENTE COMPÕEM O ROTEIRO DE SUAS INÚMERAS VIAGENS ENTRETENDO AS COMUNIDADES MAIS LONGÍNQUAS COM SEUS BONECOS. CHEGAVA A PASSAR DE 01 (UM) A 02 (DOIS) MESES FORA, MAS SEMPRE QUE VOLTAVA TRAZIA O SUSTENTO DE SUA FAMÍLIA, NUNCA DEIXANDO DE SE PREOCUPAR COM A MULHER E OS FILHOS. QUANDO O TEMPO ERA MUITO, DAVA UM JEITO DE MANDAR O DINHEIRO. EM SUAS MUITAS ANDANÇAS PARTICIPOU DO IV FESTIVAL INTERNACIONAL DE TEATRO DE BONECOS DE BRASÍLIA REALIZADO NO PERÍODO DE 09 A 16 DE NOVEMBRO DO ANO DE 2003. PARTICIPOU TAMBÉM DO I FESTIVAL DOS INHAMUNS – CIRCOS, BONECOS E ARTES DE RUA – REALIZADO DE 22 A 28 DE MAIO DE 2005.
MUITAS SÃO AS ESTÓRIAS QUE GILBERTO TEM PRA CONTAR NESTES TANTOS ANOS DE ATUAÇÃO COM OS SEUS BONECOS. E MUITOS SÃO OS PERSONAGENS QUE PROTAGONIZAM OS MAIS VARIADOS CAUSOS. INÚMERAS E INUSITADAS, FORAM AS SITUAÇÕES QUE VIVENCIOU NAS NOS MAIS DIVERSOS LUGARES POR ONDE ANDOU. NUMA DESSAS QUASE FOI ALVEJADO POR UM TIRO DISPARADO PELO FILHO DO DELEGADO DE UMA DESSAS CIDADES INTERIORANAS ONDE ERA BASTANTE COMUM ANDAR COM UMA ARMA A TIRA-COLO. O MOTIVO? TER INCLUÍDO O “DITO CUJO” EM UMA DE SUAS ESTÓRIAS ADVINDAS DO IMPROVISO. ESTA É UMA CARACTERÍSTICA RELEVANTE DE SUAS APRESENTAÇÕES. NELAS O PÚBLICO PARTICIPA ATIVAMENTE, DECIDINDO ATÉ, COMO SERÁ O FIM DAS TRAMAS E, POR CONSEGUINTE, COMO SERÁ O DESTINO DOS ARTISTAS, BANDIDOS, DONZELAS E MOCINHOS – “DE SUA MALA DE FANTASIA, SURGEM BONECOS ENCANTADOS QUE VÃO FAZENDO A FESTA. ATRAVÉS DE BRINCADEIRAS, QUE INICIA E TERMINA FORA DA EMPANADA, O BONEQUEIRO BRINCA E CONVERSA COM O POVO, CONTANDO HISTORIAS E CAUSOS IMPRESSIONANTES.” EM OUTRA SITUAÇÃO SEUS CALUNGAS CHAMARAM TANTO A ATENÇÃO DO POVO QUE ÀS NOVENAS JÁ NÃO IAM UM SÓ VIVENTE. COM UM CONCORRENTE A ESTA ALTURA O PÁROCO VIU-SE OBRIGADO A PEDIR AO CALUNGUEIRO QUE SAÍSSE DAQUELA CIDADE.
COMO EM TODA ESTÓRIA POPULAR SEMPRE FIGURA UM ARTISTA (PROTAGONISTA) - AQUELE QUE NUNCA MORRE, SEMPRE SE SAFA DAS MAIS VARIADAS SITUAÇÕES, SAI DE TODAS ILESO. CONSCIENTE OU INCONSCIENTEMENTE BALTZAR (O ARTISTA), O QUE PROTAGONIZA QUASE TODAS AS ESTÓRIAS, É UM TIPO DE EXTERNAÇÃO DO “EU” INTERIOR DE GILBERTO. ASSIM COMO BALTAZAR O SEU CRIADOR É UM HOMEM “DE COR” E VIDA SOFRIDA. UM “CABRA DA PESTE” QUE ENFRENTA TUDO E A TODOS PRA VENCER AS DIFICULDADES QUE A VIDA LHE IMPÕE.
ALÉM DAQUELE, TAMBÉM FIGURAM PERSONAGENS COMO ANINHA TEREM (MÃE DE BALTAZAR), FILOMENA (NOIVA DO PRÓPRIO), ZÉ GRILO (UM ANDARILHO ONDE SUA CASA É O MUNDO), GASPAR E GUEDE (HOMENS QUE DETÊM O CONHECIMENTO – PROFESSORES), ZÉ MIOLO (O PAQUERADOR QUE NÃO TA NEM AÍ PRO TRABALHO)... “MENINA CASA COMIGO QUE EU SOU MUITO TRABALHADOR, BOTO A INCHADA NAS COSTAS, NEM NO ROÇADO NÃO VOU...”... “MENINA DIZ A TEU PAI , E ELE DIZ A QUEM QUISER, QUE ELE TA PENSANDO EM SER SOGRO E VOCÊ É MINHA MULHER..”, VIGUILINO (O QUE LEVA CHIFRE A TUDO QUE É DIREITO DE SUA INFIEL MULHER), TAPIOCA (O FAMOSO PREGUIÇOSO QUE PREFERE SER ENTERRADO VIVO A TER QUE DESCASCAR ARROZ PARA COMER). ALÉM DESTES, FIGURAM TAMBÉM PERSONAGENS QUE SATIRIZAM SITUAÇÕES TÃO CORRIQUEIRAS DE NOSSA REALIDADE COMO O POLÍTICO CORRUPTO, O PADRE INTERESSEIRO, ENTRE OUTROS. TODOS ESTES PERSONAGENS GANHAM VIDA CADA UM COM SUA PRÓPRIA VOZ, JEITOS E TREJEITOS.
ATÉ MUITO TEMPO ATRÁS (VINTE ANOS APROXIMADAMENTE) SEUS BONECOS ERAM MANTIDOS EM SEGREDOS “DEBAIXO DE SETE CHAVES.” “TINHA CIÚMES DELES COMO UM HOMEM TEM CIÚMES DE UMA MULHER BONITA”. ATÉ ENTÃO, NÃO DEIXAVA NINGUÉM OS TOCAR DE TANTO ZELO QUE TINHA PELOS SEUS QUERIDOS BONECOS.CONFORME O TEMPO PASSAVA PERCEBEU QUE QUANDO CHEGASSE O DIA EM QUE FOSSE EMBORA DEFINITIVAMENTE DESTA VIDA PARA A OUTRA OS SEUS TÃO APRECIADOS “CALUNGAS” IRIAM CERTAMENTE SE PERDER NO TEMPO E FATALMENTE DEIXARIAM DE ANIMAR AS PLATÉIAS. FOI ENTÃO QUE DECIDIU A REPASSAR AS TÉCNICAS DO TEATRO DE BONECOS PARA OS SEUS FILHOS E NETOS. HOJE, SEU FILHO JÁ CONTRACENA COM ELE POR TRÁS DA EMPANADA MANIPULANDO E IMITANDO AS VOZES DOS BONECOS.
HOJE, JÁ NOS SEUS 77 ANOS DE EXPERIÊNCIA, GILBERTO CALUNGUEIRO É DELEGADO DO CLUBE DO VOVÔ, O QUE O TORNA MAIS APAIXONADO PELA VIDA. TANTA EXPERIÊNCIA LHE FEZ VISLUMBRAR O QUANTO É ENCANTADOR O MUNDO DAS PALAVRAS. ENTROU NA ESCOLA DE JOVENS E ADULTOS E PERCEBEU QUE O MUNDO DAS LETRAS, QUE ATÉ ENTÃO PARA ELE ERA UMA REALIDADE INACESSÍVEL, LHE POSSIBILITOU A DESCOBERTA DE UM NOVO HORIZONTE, UM NOVO CHÃO NO QUAL PODERIA PISAR FIRME E FORTE NOS CAMINHOS DA SUA ARTE QUE FAZ DESABROCHAR O SORRISO POR ONDE PASSA.

Vídeos

Galeria

evento entre e Baixar Planilha

Nome:

E-mail:

Tipo:

Mensagem:

Enviando mensagem

Enviando mensagem