Theatro José de Alencar - TJA

Referência artística e turística nacional, o Theatro José de Alencar desempenha importantes papéis na vida cultural cearense. Na qualidade de Teatro-Monumento oferece não só a mais seleta programação cênica do Estado, mas, também, a mais ativa e diversificada pauta de atividades sócio-culturais e artísticas do eixo central de Fortaleza.

Acessibilidade: Sim

Acessibilidade física:

Capacidade: 750

Horário de funcionamento: 14:00 ás 22:00

Site: https://theatrojosedealencar.secult.ce.gov.br

Email Público: tja.comunica@gmail.com

Telefone Público: (85) 3101-2583

Endereço: Rua Liberato Barroso, 525, Praça José de Alencar, Centro, 60130-160, Fortaleza, CE

CEP: 60130-160

Logradouro: Rua Liberato Barroso

Número: 525

Complemento: Praça José de Alencar

Bairro: Centro

Município: Fortaleza

Estado: CE

Descrição

O conjunto original do Teatro José de Alencar é de autoria do engenheiro militar Bernardo José de Melo, e foi construído entre os anos 1908 - 1910, ocupando uma área construída de 3.800 m2.

O conjunto é formado por duas construções: a primeira trata-se de um "foyer" com dois pavimentos, construído em alvenaria e pedra. A construção possui um pórtico formado por quatro colunas, as quais sustentam um balcão com uma balaustrada.

O pórtico situa-se na entrada principal da construção, a qual apresenta três portas em arco pleno. Existe um conjunto de duas portas em arco pleno.
O frontão é decorado com pináculos, possuindo, ainda, a parte superior, estatuária nos cantos esquerdo e direito da fachada principal.

As janelas do pavimento superior são em formato retangular, possuindo ombreiras e arcos decorados e gradis em ferro. Nas duas laterais existem outros dois balcões com balaustradas decoradas com pináculos. Na fachada principal, piso inferior, há dois vãos cegos em arco pleno.

A construção localizada na parte posterior é formada pela sala de espetáculos propriamente, dita. Trata-se de uma construção que concilia a utilização da alvenaria (paredes laterais, posterior e teto), com a estrutura de ferro decorado, formando as frisas, camarotes e varandas externas, bem como a fachada principal.

A estrutura foi confeccionada em Glasgow, pela empresa Walter Macfarlane & Co. A fachada principal é em estilo "art noveau", sendo o frontão formado por um arco vedado em vidro. Ladeando este, existem dois outros menores no mesmo estilo. No frontão, a decoração é feita com os símbolos da música e do teatro. No térreo existe o acesso à platéia. Nos cantos direito e esquerdo existem escadas que dão acesso aos camarotes e às frisas.

No segundo pavimento, a fachada é formada por uma varanda com gradil em formas circulares. O terceiro pavimento possui gradil em forma retangular. Acima deste último andar há gradil em forma circular, vedado por vidro. A construção comunica-se com o "foyer", através de passarelas dispostas no terceiro andar. Na parte interna, temos a platéia disposta no andar térreo, e nos andares superiores temos as frisas e camarotes divididos por gradis em ferro decorado. As cadeiras da platéia são em "palhinha".

No palco, a boca de cena é encimada por um arco decorado por uma pintura que faz alusão ao teatro. O forro do teto é em madeira pintada com motivos ligados à musica. Toda a estrutura metálica é sustentada por colunas ao longo de toda a sua extensão. No lado direito da construção, existe um jardim projetado por Burle Marx. O teatro passou por reformas (1918, 1938, 1956 e 1974), sendo a mais importante feita em 1990/91, quando foi acrescentado ao conjunto: um prédio anexo, funcionando como centro técnico; ar refrigerado; remoção de duas colunas, aumentando o campo de visão da platéia; vedamento contra ruídos externos; e o acréscimo das antigas instalações da Faculdade de Odontologia da Universidade Federal do Ceará, adicionando mais três palcos e transformando o teatro num centro cultural.

Critérios de uso do espaço

Palco de todas as artes, o complexo Theatro José de Alencar pode ser utilizado para atividades artísticas e culturais a partir de solicitação diretamente ao setor de pautas do TJA. ------------ Área de mais de 12 mil m², composta por 02 áreas integradas: Área da Edificação Histórica sob proteção patrimonial: Bloco de Entrada, Palco Principal e Jardim de Burle Max. - 9.000 m² Área do Centro de Artes Cênicas Padaria Espiritual - Anexo Cena - 3.000 m² Estrutura física da Edificação Histórica - área sob proteção patrimonial: ESPAÇOS Plateia Principal - 752 assentos Palco Principal - 200 lugares Pátio Nobre - 200 Pessoas Foyer - 100 Pessoas Jardim Burle Marx - 700 Pessoas Saguão Café Iracema do TJA Porão - 100 pessoas Calçada do Theatro Pátio Lateral - 200 pessoas Estrutura física Centro de Artes Cênicas Padaria Espiritual - Anexo Cena Teatro Morro do Ouro - 90 pessoas Praça Pedro Boca Rica - 150 pessoas Biblioteca Carlos Câmara Galeria Ramos Cotoco - 50 pessoas Sala de Teatro Nadir Papi Sabóia - 100 pessoas Sala de Dança Hugo Bianchi - 60 pessoas Sala de Canto Paulo Abel do Nascimento - 50 pessoas Sala de Música Jacques Klein - 50 pessoas Sala Multiuso Sidney Souto - 40 pessoas Sala de Figurino Flávio Phebo Sala de Iluminação Álvaro Brasil Sala de Cenografia Helder Ramos Sala Oficina de Sonorização Mauro Coutinho Cantina do Muriçoca Galpão Cenotécnico Sala de Economia Criativa Cláudia Leitão Sala de Arte e Cidadania Gasparina Germano Sala de Patrimônio e Memória Violeta Arraes Sala de secretaria Sala de coordenação pedagógica Sala de administração Sala de produção Sala de comunicação Sala de Direção

Galeria

evento entre e Baixar Planilha

Publicado por

Secretaria da Cultura do Estado do Ceará - SECULTCE

A Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult) tem como missão executar, superintender e coordenar as atividades de proteção do patrimônio cultural do Ceará, difusão da cultura e aprimoramento cultural do povo cearense.

Nome:

E-mail:

Tipo:

Mensagem:

Enviando mensagem

Enviando mensagem